thelotter

Economia

Fortuna das pessoas mais ricas do mundo aumentou 5,2% em 2015, aponta relatório

Em 2014, crescimento havia sido de 7,5%, segundo consultoria dos EUA; mulheres detém apenas 30% da riqueza privada

OperaMundi |
 Riqueza privada mundial chegou a US$ 168 trilhões em 2015, aponta consultoria BCG
Riqueza privada mundial chegou a US$ 168 trilhões em 2015, aponta consultoria BCG - Keith Cooper/Flickr CC

Umrelatório da consultoria norte-americana BCG, divulgado nesta terça-feira (07), indica que a fortuna das pessoas mais ricas do mundo aumentou 5,2% em 2015 em relação ao ano anterior, para um total de US$ 168 trilhões (aproximadamente R$ 583,6 trilhões). O mesmo texto aponta, no entanto, que o ritmo de crescimento da riqueza diminuiu -  no ano anterior, a taxa havia sido de 7,5%

A região da Ásia-Pacífico registrou o maior crescimento de riqueza privada. O BCG projeta que ela deve ultrapassar a Europa Ocidental no próximo ano e, a partir daí, fique atrás apenas da América do Norte.

O BCG afirmou que a Ásia-Pacífico deverá ultrapassar a América do Norte, região com o menor índice de crescimento da riqueza privada em 2015, como a região mais rica do planeta após o relatório de 2020. 

“A China e a Índia têm um forte crescimento do PIB [Produto Interno Bruto] e isso impulsionou uma grande criação de riqueza”, disse Anna Zakrzewski, uma das autoras do estudo. “Principal motor de crescimento” nas palavras do BCG, a China teve um aumento no número de milionários chineses de 27% no ano, superando a marca de 2 milhões.

Segundo o estudo, as mulheres detêm aproximadamente 30% da riqueza privada do mundo. O levantamento mede as fortunas pelo dinheiro, depósitos e ativos financeiros como ações, porém não considera o valor dos bens de cada indivíduo.

Em 2015, o número de milionários no planeta chegou a cerca de 18,5 milhões, 6% a mais do que em 2014. O relatório diz ainda que, em 2020, os milionários concentrarão 52% da riqueza privada do mundo.

 

Edição: ---


thelotter Mapa do site

1234