betano

Rio Grande do Sul

Ação Solidária

Assentados do MST doam 34 cestas de alimentos em Tapes no Rio Grande do Sul

As famílias contempladas fazem parte de um coletivo de reciclagem do município 

betano | Porto Alegre |
Famílias que trabalham com reciclagem recebem alimentos da Reforma Agrária - Eliane Crupinski

A união para ajudar o próximo se destaca nessa pandemia. Os sem terra do Assentamento Chávez, de Tapes, região Sul, do Rio Grande do Sul, também estão realizando ações em conjunto. No último dia 24, a família Terra de Sabores, a Cooperativa de Produção Agropecuária dos Assentados de Tapes (Coopat) e outras famílias do assentamento realizaram uma doação de 375 kg de alimentos orgânicos à uma entidade de reciclagem. 

“Nós, assentados da Reforma Agrária, estamos no isolamento produtivo. E como temos acesso à terra, continuamos a produzir alimentos de qualidade, e podemos contribuir com aquelas famílias que estão hoje passando necessidades diante dessa pandemia”, destaca a agricultura Alcinda Soares Ribeiro. 

Ao todo, 34 famílias trabalham nesta entidade, portanto, os assentados disponibilizaram cestas de alimentos para cada uma. Foram entregues aipim, bergamota, arroz, couve, alface, espinafre, rúcula, radiche e tempero verde. 

Para Elenice Ferreira, que trabalha na Cooperativa Mista dos Carroceiros e Recicladores de Tapes, essa ação dos assentados é muito importante. “Isso leva as pessoas a se conscientizarem a ajudar o próximo, eles estão dando exemplo de solidariedade”, assinala.

Luiz Francisco Santos Moreira, secretário municipal de Meio Ambiente de Tapes, esteve presente na entrega das cestas e parabeniza o gesto do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra. “Acho muito importante nesse momento de pandemia a solidariedade entre os seres humanos. Esse é o verdadeiro sentido da Reforma Agrária, produzir, vender o excedente e ser solidário” pontua. 

“Esta é a verdadeira face da Reforma Agrária Popular. A terra repartida gera alimentos que alimentam a vida, e ajuda a resistir esses duros momentos que estamos vivendo”, reforça Marcelo de Moraes, também assentado em Tapes.

*Da Página do MST

Edição: Katia Marko


betano Mapa do site

1234