55brl

Pernambuco

Coluna

A luta continua no #19J

Imagem de perfil do Colunistaesd
Ato em Brasília no último dia 29 de maio - Benildes Rodrigues
As bandeiras de luta foram encampadas por setores amplos da sociedade brasileira

O sucesso da retomada das ruas pelo conjunto dos movimentos sociais brasileiros nos últimos dias 26 e 29 de maio impulsionou as bandeiras de luta urgentes da maior parte de nossa sociedade: contra a fome, em favor do auxílio emergencial de 600 reais até o fim da pandemia, em defesa da vacina para todos e do SUS, contra os cortes na educação pública brasileira, contra a violência e o racismo, em defesa dos serviços púbicos e de nossa soberania, contra a Reforma Administrativa e a política de privatizações de nossas empresas. Ficou claro que essas bandeiras de luta, encampadas por setores amplos da sociedade brasileira, só podem prosperar com o fim imediato do governo genocida de Jair Bolsonaro.

A CUT, central sindical a qual a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) é filiada, é um dos principais atores que, junto com uma quantidade enorme de entidades sociais, criaram e formam a Campanha Nacional Fora Bolsonaro, espaço que conta com a participação da Frente Brasil Popular e Frente Povo Sem Medo, além do próprio Fórum das Centrais Sindicais. Esse conjunto de movimentos da sociedade civil do país se reuniu no último dia 02 de junho e fizemos todos uma avaliação das manifestações que pararam o país naquela semana dos dias 26 e 29 de maio.

Nessa ocasião, o conjunto de movimentos sociais e sindicais, que representam e organizam todos os segmentos da nossa sociedade, do campo e da cidade, de estudantes a trabalhadores de todos os setores, decidiu por manter a luta unitária e já indicou um calendário de mobilizações para o próximo período. E já começou no último final de semana, quando no dia 05 de junho, ocasião em que comemoramos o Dia Mundial do Meio Ambiente, foram realizadas ações simbólicas e nas redes denunciando as políticas nefastas do governo Bolsonaro, do Ministério do Meio Ambiente e da gestão do atual ministro madeireiro Ricardo Salles, marcada pela destruição das políticas ambientais, dos biomas brasileiros e, principalmente, da nossa Amazônia. Esse calendário se somou também à indicação de realizar, já no próximo dia 19 de junho, um Dia Nacional de Mobilização por Fora Bolsonaro. Será realizado também em um sábado e a expectativa é a de mobilizarmos a sociedade brasileira, mais uma vez, para as ações de rua que serão realizadas em muitas cidades do país e também do exterior. 

A Executiva Nacional Ampliada da CUT realizou no último dia 09 de junho os debates necessários para potencializar a participação de suas entidades filiadas nesse amplo movimento da sociedade brasileira. Para organizar e mobilizar o dia 19 de junho, o conjunto de movimentos da Campanha Nacional Fora Bolsonaro também se reuniu, no dia 10 de junho, na 4ª Plenária Nacional de Organização das Lutas Populares. Os Estados devem se reunir, em plenárias amplas e participativas, abertas à toda militância e ativistas, para mobilizar e organizar a luta local em cada uma das cidades brasileiras. A ideia é que essas plenárias estaduais fomentem a organização de atos no maior número possível de cidades. Para isso, a estratégia de comunicação, agitação, divulgação e cobertura dos atos nacionais deve garantir um caráter amplo e inclusivo, de setores que se situam para além do nosso tradicional campo político de esquerda. O Fora Bolsonaro é uma Campanha da sociedade e deve, cada vez com mais força, ganhar todos os segmentos da população.

O próximo dia 19 de junho será uma mobilização ampla e participativa brasileira que, a exemplo do que já ocorreu nos dias 26 e 29 de maio, tomará as ruas com todas as preocupações sanitárias de manter, o tanto quanto for possível, o distanciamento social, evitando aglomerações. Fundamental que todos façamos ações de distribuição máscaras de proteção e álcool gel para os manifestantes, de modo a garantir a nossa saúde. É fundamental nos atentarmos para essas medidas de segurança, incrementando ainda mais essas preocupações. Fizemos bonito no último dia 29 de maio! Faremos ainda mais bonito no próximo dia 19 de junho! Venha se juntar a nós! Com segurança, distanciamento social, uso de máscaras e álcool em gel, tomaremos as ruas do país mais uma vez para exigir o fim de um governo que mata mais que o vírus da covid. E estaremos atentos ao comportamento das forças de segurança em nossas cidades, para que os abusos policiais cometidos em Goiânia e Recife no último dia 29 de maio não voltem nunca mais a ocorrer. A nossa luta é de todos e para todos! Junte-se a nós!

Edição: Monyse Ravena


55brl Mapa do site

1234