888poker

Rio de Janeiro

PAPO NA LAJE

"Sem dados reais sobre as favelas, como vai ter política pública?", diz morador do Jacarezinho

Programa Papo na Laje desta quinta (13) mostra como a pandemia apontou a urgência de produzir dados sobre as comunidades

888poker | Rio de Janeiro (RJ) |
Bárbara Nascimento, do Portal Favelas, e Bruno Sousa, do LabJaca, são os convidados do programa Papo na Laje - Stefano Figalo/Papo na Laje

O programa Papo na Laje desta quinta-feira (13) mostra como a pandemia evidenciou a urgência de produzir dados reais sobre e para as favelas do Rio de Janeiro. O Portal Favelas e o LabJaca são exemplos de iniciativas de comunicação que surgiram em 2020 para informar os moradores das favelas cariocas sobre a prevenção do vírus.

"A gente queria informar os moradores, entendendo que a população favelada seria a mais afetada pela pandemia. Como produzir a nossa informação a partir de nós mesmos? Lançamos o Portal Favelas antes do previsto para prestar esse serviço", afirma a comunicadora Bárbara Nascimento, cria da favela do Vidigal, zona Sul do Rio, durante o episódio do Papo na Laje.

Leia mais: Para driblar a falta de visibilidade, casal cria produtora para artistas da periferia carioca

Outro convidado do programa é o jornalista Bruno Sousa, um dos fundadores do LabJaca, localizado na favela do Jacarezinho, na zona Norte da cidade. Ele conta que para além das ações de enfrentamento ao vírus, a equipe da campanha “Jaca contra o Corona” identificou uma disparidade no número de oficial de casos suspeitos e no número real no cotidiano da comunidade.

"Nos reunimos para fazer a comunicação comunitária, distribuir kits de higiene e cesta de doação, mas achamos insuficiente. Passamos um formulário que foi construído com a clínica da família local, tentando mapear os casos suspeitos de covid na favela. A gente observou que tinha mais de uma centena de casos, enquanto o Estado mostrava menos de uma dezena", disse Bruno.

A ausência de dados até mesmo sobre a quantidade de moradores do Jacarezinho motivou a criação do laboratório de dados e narrativas sobre favelas e periferias, que atualmente conta com 12 colaboradores. "Se não sabemos quantas pessoas moram aqui, como vai ter escola, política pública, vacina?", questiona. 

Na conversa, Bruno e Bárbara também falam sobre o uso das redes sociais e do audiovisual para divulgar dados e histórias sobre seus territórios de forma mais acessível. E ainda uma parceria do LabJaca com o Portal Favelas que vai mostrar o Jacarezinho desde a sua construção até os dias atuais, resgatando gerações e potencialidades em um documentário.

Papo na Laje

O programa de TV Papo na Laje reúne jovens de periferias e favelas do Rio de Janeiro para debater assuntos relevantes do dia a dia da sociedade e da classe trabalhadora. 

Todas as quintas-feiras um programa inédito do programa vai ao ar no YouTube e na TV Comunitária do Rio de Janeiro, com transmissão no canal 6 da NET. A apresentadora, atriz e ativista Juliana França recebe convidados que realizam trabalhos sociais em regiões vulneráveis. O encontro acontece em diferentes lajes das periferias e favelas cariocas.

Assista o episódio desta quinta (13) no YouTube, às 18h:

 

Edição: Mariana Pitasse


888poker Mapa do site