rivalry

Rio de Janeiro

DESMONETIZA

Marcas suspendem patrocínio em redes sociais do vereador do Rio Gabriel Monteiro

Parlamentar que enfrenta acusações após divulgação de vídeos tem mais de 20 milhões de seguidores na internet

rivalry | Rio de Janeiro (RJ) |
Gabriel Monteiro
Desde o último domingo (27), vídeos vêm sendo divulgados e são considerados provas contra conduta de vereador do Rio - Reprodução/Redes sociais

Uma campanha liderada pelo movimento Sleep Giants Brasil, que se posiciona contra a disseminação de discursos de ódio e de notícias falsas ("fake news") nas redes sociais, fez o vereador Gabriel Monteiro (sem partido) perder patrocínios em seus canais na internet nos últimos, após acusações de assédio moral, sexual, estupro, exposição de menores de idade e estímulo a discurso de ódio contra LGBTQIA+.

Leia mais: Vereador Gabriel Monteiro (RJ) arma vídeo falso para dar voz de prisão a morador de rua

A hashtag #DesmonetizaGabrielMonteiro está pressionando marcas que realizam patrocínio a diversos tipos de conteúdo na internet a revisarem recursos em dinheiro direcionados para o vereador. Apenas no Facebook e no YouTube, Gabriel tem aproximadamente 12 milhões de seguidores. No total, são mais de 20 milhões de fãs.

Entre as marcas que já se pronunciaram e informaram que estão retirando patrocínio estão Buser, Jeep, Nubank, Oi, InfinitePay, Estácio, Shopee e Empiricus, entre outras. Estima-se que o vereador arrecade entre R$ 60 mil e R$ 200 mil ao mês, mas postagens mais populares podem alcançar até meio milhão de reais.

Na semana que vem, o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara Municipal volta a se reunir para avaliar a conduta do vereador. Na última terça-feira (29), o vereador Chico Alencar (Psol) criticou os membros da comissão, após uma reunião em se "decidiu não decidir", segundo ele. Chico e a vereadora Teresa Bergher (Cidadania) foram votos vencidos entre os sete integrantes.

Leia também: Ministério Público arquiva investigações de mais 10 mortes do massacre do Jacarezinho

Nas redes, Gabriel Monteiro disse que seu depoimento na Polícia Civil será nesta sexta-feira (1º) e que tem "inúmeras provas" contra a "tentativa em massa" de derrubá-lo. "Essa organização vai começar a cair, e meu trabalho só vai dobrar pelo povo! Se antes eu tinha derrubado alguns poderosos, agora vai ser bem pior", disse, sem dar detalhes sobre a "organização".

Desde o último domingo (27), após diversas acusações virem à tona no programa Fantástico, da TV Globo, vídeos de Gabriel e sua equipe em ação estão sendo divulgados por ex-funcionários de seu gabinete. Em um deles, um integrante da equipe do vereador agride um morador em situação de rua depois de este ser convencido a simular um furto para ser veiculado nas redes do parlamentar.

Edição: Eduardo Miranda


rivalry Mapa do site